Jornal da Band e Boris Casoy – Humilhação aos garis

6
  • Sharebar

Video polêmico com a voz do Boris Casoy falando mal dos Garis… Vergonha aleia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


6 Comentários

  1. Fabio Basilio disse:

    isso é uma vergonha!

  2. Paulo disse:

    Esse cara tem que sair da TV! VERGONHA!

  3. sergio disse:

    Este Boris é o mesmo da Folha, que apoiou a Operação Bandeirantes (oban) no tempo da Ditadura.
    Eita, essas pessoas não mudam, mesmo.

  4. Kaka disse:

    [/melhor um emprego abaixo de todos do q um JORNALISTA idiota q nem tuh ]

    esse VELHO DESGRAÇADO tem q ser espulsoo di laa…

    taa na hora de si apoosentaer msm velhoo gaga

  5. Luiz Finotore disse:

    Em um dos seus célebres ensaios, Michel de Montaigne nos fala de essências e acessórios. Considerem um bom homem nu. Considerem um politiqueiro de plantão nu (aqui há uma vantagem: sem cuecas, sem onde esconder a grana!). Atribuam notas aos dois analisando não atributos físicos e econômicos. Supondo que o júri seja formado por julgadores diferentes do Senhor Boris, quem levará a melhor? Somos essências ou acessórios (supondo que não sejamos Sartrianos concvictos!)? Creio ter sido Hesíodo quem nos legou ainda na era clássica grega a bela preciosidade expressa nos termos: NENHUM TRABALHO É DEGRADANTE, A INÉRCIA SIM! Agora sabemos que o Senhor Boris nu não nos diz muito. É verdade que o agora crucificado jornalista tem a favor de si a imensa maioria de nós brasileiros, de nós ocidentais de nós globalizados, de nós HOMO CONSUMIDORUS. Eu conheço muita gente que mesmo humilde valoriza a opinião das pessoas em torno apenas por posição social. É um coisa que não se resolve apenas por uma educação formal. Exige-se uma mudança de paradigma! Eles costumam dizer: Bom, se tem grana, deve saber o que está dizendo. E pensar que muitas dessas pessoas dizem venerar um carpinteiro que não tinha uma moeda nos bolsos e que cometeu a sandice de morrer pela humanidade! Certo mesmo estava o filósofo-imperador romano Marco Aurélio quando, no século II de nossa era escreveu que o verdadeiro deus dos homens é o dinheiro! Mas eu cá com meus botões, prefiro a máxima oriental que reza que no final do jogo dama e peões voltem para a mesma caixa.Talvez fosse o caso de freqüentarmos mais assiduamente os cemitérios e deixássemos os shopping vazios em pelo menos uma data nacional. Seria algo como o dia nacional de confraternização. Neste dia mesmo a Senhor Boris conseguiria apertar a mão de um gari e reconhecesse que somos passageiros pequenos que muitas vezes perdemos para passageiros ainda menores, como vírus e bactérias. Somos vermes como aqueles de que nos fala Voltaire em Micrômegas. Mas por sabermos sermos vermes temos um trunfo sobre os outros pequerruchos. Podemos melhorar a sociedade humana a um nível tal que aceitemos diferentes peças no tabuleiro jogando harmonicamente e aceitando a inexorável realidade da caixa onde encontraremos pousada comum rumo ao limbo dos perdidos.

  6. Fernando Correa disse:

    Esse sr., além de preconceituoso, desrespeitoso e muito mal educado, é uma grande vedete da televisão. Quer se sentir a própria Hebe Camargo da Band. Tem um passado vergonhoso de apoio à ditadura militar e ainda consegue emprego numa grande rede de televisão. Isso prova que a própria Band ainda sente muita saudade dos tempos da ditadura militar. TV tendenciosa e comprometida com os grandes grupos econômicos que sempre dominaram esse País. Vergonha é ter um cidadão nojento como esse Boris Casoy em seus quadros…

Deixe um comentário


© 2012 Recebi por e-mail. Todos os direitos + esquerdos + meia lua pra trás + soco forte reservados.