Anão é acusado de estupro em pé

0
  • Sharebar

Tratava-se de um caso de estupro que envolvia como acusado um anão e a vítima, uma moça de 1,80m de altura.

O advogado do anão pedia a absolvição, afirmando que não haveria a possibilidade do anão ter cometido o crime, uma vez que constava no depoimento da própria vítima que o ato sexual teria acontecido em pé.

Como explicar que um anão de 1,30m teria conseguido fornicar em pé com uma moça de 1,80m ?

O Promotor de Justiça reitera o pedido de condenação, dizendo que pelo depoimento da vítima, que afirmou “o anão tinha utilizado um balde”. Assim, o anão teria subido no balde para ficar na altura necessária.

O juiz decidiu: “Absolvo o acusado. Não houve estupro, pois o ato teve o consentimento tácito da vítima. Apesar estar de mãos amarradas, nada impedia a vítima de chutar o balde e derrubar o anão, se assim quisesse”.

Muito tempo depois, quando o crime já estava prescrito, o anão explicou:

”Eu cometi o estupro usando um balde, mas não subi nele. Eu coloquei o balde na cabeça da moça e me dependurei na alça…”

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...


Deixe um comentário


© 2012 Recebi por e-mail. Todos os direitos + esquerdos + meia lua pra trás + soco forte reservados.